Bem-vindo à Explend

Pix promete impactar diversos setores do comércio

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

A partir de hoje 16 de novembro, o pix, o novo método de transferências de valores, começou a funcionar 100%, em tempo integral e promete trazer impactos nos diferentes setores do comércio, em toda a cadeia de abastecimento.

 

Agora, todas as 762 instituições financeiras e mais de 50 milhões de clientes já cadastrados poderão usar a plataforma, que vai funcionar 24 horas por dia, todos os dias do ano.

 

Ele é uma nova forma de transferir dinheiro, de forma instantânea. Vai servir como uma alternativa ao DOC e à TED para as transferências. Também poderá ser usado para fazer pagamentos, como opção ao cartão de débito, de crédito, ou ao boleto.

 

Segundo o Banco Central, as principais vantagens do Pix são:

  • O serviço estará disponível 24 horas por dia, todos os dias, inclusive finais de semana.
  • As transações serão concluídas em menos de 10 segundos.
  • O Pix será gratuito para pessoas físicas, inclusive MEIs (microempreendedores individuais).

 

Como o Pix pode impactar no comércio?

Pix
As transações financeiras com o Pix levam cerca de 10 segundos para sair de uma conta até a outra, isso pode representar um maior fluxo de caixa para o atacado distribuidor e para o varejo. Portanto, se você realizar uma venda utilizando esse meio de pagamento, você vai ter acesso quase que instantâneo ao valor pago pelo cliente.

 

Essa agilidade de ter o dinheiro em caixa também pode representar um maior controle para a área, pois ao receber a quantia no momento do pagamento, é possível ter uma maior organização do saldo total disponível. Além disso, a modalidade não tem as taxas cobradas pelas operadoras de maquininhas de cartão em compras no débito.

 

Esse modelo gera uma maior interação de compra e venda, tanto nos comércios físicos quanto os online, fazendo com que a economia gire mais rápido.

 

No e-commerce a previsão é de que, nesse novo sistema de pagamento, as desistências das compras nos carrinhos sejam reduzidas. Os pagamentos online realizados com boletos têm taxas de emissão acrescentadas e a resistência dos clientes em fornecer os dados do cartão de crédito/débito no site será praticamente anulada com o Pix.

 

Antes mesmo do seu funcionamento integral o Pix já causou estardalhaço e promete mudanças na maneira como as empresas e pessoas físicas realizam as trocas comerciais. Com alta expectativa para o modelo, já existem ideias de possíveis evoluções relacionadas a uma forma de pagamento no débito automático, que funcione para serviços de assinatura e compras recorrentes.

 

As outras formas de pagamento não desaparecerão, mas a velocidade das transações, a adesão de bancos e fintechs, a participação das maquininhas e adquirentes, o uso do QR Code, tudo isso acontecendo no ambiente digital, transformará os negócios da cadeia de abastecimento.


(Com informações e imagem da Máxima News, com alterações).

 

Já conhece os nossos Sistemas? Não? Para saber mais sobre entre em contato com a Explend.

Nosso Whatsapp: (34) 98857-3597

Ou ligue: (34) 3293-0101

Caso prefira pode enviar um e-mail para mkt@explend.com.br

Siga nossas redes sociais para mais dicas:

detrey

detrey

Deixe um comentário